LER É UM PASSO PARA CRESCER!
RSS

domingo, 24 de janeiro de 2010

UM MAGNÍFICO TESOURO (Capítulo III)

      Entretanto chegou o dia e Joana, depois de tantas dúvidas, decidiu que o melhor seria ir à procura da sua amiga Cláudia.
      Pôs-se a caminho e, mais à frente, encontrou um relógio no chão. Foi aí que percebeu que aqueles objectos eram pistas que a sua amiga deixou cair propositadamente para, no regresso, reconhecer o caminho que a levaria de volta à gruta.
      As dez horas aproximavam-se e, Joana, apesar de cansada, caminhava sem parar.
      A certa altura, reparou que ao longe alguém vinha na sua direcção. A menina sentiu-se aliviada e, nesse mesmo instante, desatou a correr com todas as forças para pedir-lhe ajuda.
      Quando se aproximou, apercebeu-se que se tratava do guarda da ilha e que ele trazia a sua amiga Cláudia nos braços. O coração de Joana começou a bater rapidamente por a ter encontrado, mas, ao mesmo tempo, sentiu-se assustada.
      De imediato, Joana perguntou, com voz fraca e ofegante:
      - Cláudia!!! O que é que se passa?! Porque é que traz a minha amiga ao colo?
      O guarda da ilha, tentando acalmar a Joana, respondeu-lhe, carinhosamente:
      - Não te assustes. Eu explico tudo. Esta noite, enquanto fazia a ronda pela ilha, vi a tua amiga a apanhar com um coco na cabeça e a cair por terra sem sentidos. Eu fiquei preocupado e fui a correr até junto dela. Tentei despertá-la, mas como ainda não estava totalmente consciente, peguei na menina ao colo e decidi trazê-la para a gruta onde te encontravas a descansar.
      - Obrigada! Muito obrigada por ter cuidado da Cláudia! – disse a Joana, agora mais calma e satisfeita por finalmente ter por perto a sua amiga.
      - Claro que também trouxe as duas máscaras que necessitam para poderem explorar a ilha das Bruxas e que a tua amiga Cláudia tinha ido buscar ao vosso barco.
      - Ainda bem que nos ajudou, Senhor Guarda! - exclamou a Joana, com um sorriso de felicidade.
      Sentindo-se esclarecida, prosseguiram a viagem em direcção à gruta, onde chegaram passado algum tempo. Cláudia já se sentia bem melhor!
      Então o guarda disse-lhes:
      - Muito bem! Conseguiram cumprir o prazo que eu vos impus, mesmo depois de tantas dificuldades. Agora têm liberdade para visitar a ilha das Bruxas usando as vossas máscaras. Desejo-vos uma boa estadia neste local maravilhoso!
     Depois de se despedirem, o guarda dirigiu-se para o seu local de vigia e as duas amigas sozinhas, pegaram no mapa do tesouro e …

(Trabalho realizado pelos alunos do 3ºano da EB1 de Bairros nº2)

6 comentários:

Anónimo disse...

A vossa história é muito engraçada! Parabéns pelo vosso trabalho. Uma amiga

Anónimo disse...

Olá, meninos de Bairros.Gostei muito do vosso trabalho é muito engraçado.

Luís EB1 DE CANS TURMA 6C 4 ANO

Anónimo disse...

muito lindo

Anónimo disse...

Ésta muito lindo o vosso texto e os dezenhos.

Anónimo disse...

esta muito lindo o vosso texto
assinado:Inês Coelho

Anónimo disse...

eu adorei o vosso texto
assinado:Inês Coelho

Publicar um comentário